Debate sobre relações geoeconômicas entre Brasil e China acontece em SP

  • Home
  • Notícias
  • Debate sobre relações geoeconômicas entre Brasil e China acontece em SP

O Núcleo de Direito Global e Desenvolvimento da Escola de Direito de São Paulo (FGV Direito SP) promove nesta terça-feira, dia 12 de março, às 14h, o encontro “O Papel da China na Nova Geoeconomia: contextos e instrumentos jurídicos”, com a presença de Henrique Choer Moraes, professor do Instituto Rio Branco e diplomata de carreira que atua na Secretaria de Planejamento Diplomático do Ministério das Relações Exteriores; Michael Ewing-Chow, professor adjunto na Faculdade de Direito da Universidade Nacional de Cingapura; e Verônica Prates, consultora de relações governamentais e especialista em comércio internacional da Consultoria BMJ.

O encontro, que será na sede da escola (Rua Rocha, 233, Bela Vista, São Paulo/SP), faz parte da pesquisa “Direito e relações econômicas entre Brasil e China: evidências empíricas em contraste”,  que está em andamento e conta com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Fapesp (Modalidade de financiamento: Auxílio à Pesquisa – Regular).

Do século XX para o século XXI, importantes mudanças foram observadas nas relações econômicas globais. Por um lado, houve um intenso adensamento das regras do sistema liberal por meio de acordos e organismos internacionais que formou o coro das tendências regulatórias. Por outro, uma radical desestabilização deste sistema levou à fragmentação do sistema então vigente e uma proliferação de outras estruturas regulatórias, tanto globais como nacionais.

Nesse contexto, a China tem sido um dos principais elementos mobilizadores dessas mudanças regulatórias. “A ascensão da economia chinesa tem gerado ruídos políticos no Norte Global e colocado o Sul Global em atenção. Pesquisas têm buscado entender tanto o fenômeno chinês de forma ampla como os detalhes dos novos arranjos jurídicos e econômicos, públicos e privados, impulsionados pela China ou apresentados como reação à China e suas estruturas econômicas”, explica Michelle Ratton Sanchez Badin, professora da pós-graduação em Direito e Desenvolvimento da FGV Direito SP e coordenadora da pesquisa.

O debate será realizado considerando as opiniões pessoais de cada participante. Nenhuma posição institucional será oferecida nesse debate. Para mais informações, acesse aqui.

 

Fonte Portal FGV 

 

Voltar

Área do aluno

Para ter acesso a área do aluno, digite seu nome de usuário e senha.

Veja nossa estrutura

Twitter @ISAN_FGV

Carregando...